quarta-feira, 12 de abril de 2017

Procissão do Fogaréu será realizada pela terceira vez em Bacabal nesta quarta-feira santa


No dia 12 de abril, quarta-feira santa, a procissão que encena a prisão de Jesus Cristo terá início às 18:30 horas com a iluminação pública apagada, ao som de tambores e apenas com as luzes das tochas acessas.

Do Convento dos Frades Menores (Igreja Matriz de Bacabal), na rua Magalhães de Almeida, os penitentes, vestidos em indumentária especial e representando soldados romanos, seguem, então, para os ruas e bairros da cidade, onde outras encenações acontecerão. Em seguida retornarão para a Matriz de Igreja de São Francisco das Chagas onde mais momentos de espiritualidades acontecerão.

Estima-se que mais de 15 mil pessoas estarão em procissão à procura de Jesus Cristo. Esta que é uma das místicas que envolvem a Procissão do Fogaréu.

Mais de 600 pessoas, entre teatro, oficinas de confecção de tochas, oficinas de confecção de roupas e organização, fazem parte dessa grande estrutura montada para que a Procissão do Fogaréu seja um grande momento de Fé.

História

A Procissão do Fogaréu foi realizada pela primeira vez no Brasil no estado de Goiás pelo padre espanhol Perestelo de Vasconcelos, em meados do século XVIII.

A indumentária utilizada pelos penitentes caracteriza-se por uma túnica comprida e por um longo capuz cônico e pontiagudo, guardando fortes semelhanças com as vestimentas que ainda hoje são comuns nas celebrações da Semana Santa na Espanha.

Trata-se, com efeito, de um traje de origem medieval, o qual era costumeiramente utilizado por penitentes que assim podiam expiar seus pecados sem ter que revelar publicamente sua identidade.

Frei Osmar Rodrigues de Jesus, pároco da Paróquia de São Francisco das Chagas, exorta toda a população de Bacabal e região a participar deste grande momento de Fé e devoção na Semana Santa.

0 comentários:

Postar um comentário