Participe!

Você é o nosso convidado especial!

Lembra-te do Senhor nos dias de tua mocidade!

Participe e leve consigo mais um jovem!

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Conferência dos Bispos do Brasil lança documento “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade”

O Documento 105 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz do Mundo”, acaba de ser lançado pelas Edições CNBB. O texto foi aprovado pelo episcopado brasileiro durante a 54ª Assembleia Geral da CNBB, ocorrida no mês de abril, em Aparecida (SP).

De acordo com o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, o Documento 105 "retoma e aprofunda a participação dos leigos e leigas na Igreja e na sociedade".  O texto é, também, uma forma de agradecimento dos bispos aos cristãos leigos por sua dedicação à Igreja e pelo entusiasmo com que se doam à evangelização. Para o bispo, há uma participação "extraordinária" dos leigos na Igreja. "Mulheres e homens que constroem o Reino da verdade e da graça, do amor e da paz; que assumem serviços e ministérios que tornam a Igreja consoladora, samaritana, profética, serviçal, maternal", acrescenta. 

No novo Documento, o cristão leigo é compreendido como sujeito eclesial, "aberto ao diálogo, à colaboração e à corresponsabilidade com os pastores" . 

"Ser sujeito eclesial significa ser maduro na fé, testemunhar o amor à Igreja, servir os irmãos e irmãos, permanecer no seguimento de Jesus, na escuta obediente à inspiração do Espírito Santo e ter coragem, criatividade e ousadia, para dar testemunho de Cristo", consta no texto. 

O Documento 105 segue a metodologia Ver, Julgar e Agir e divide-se em três capítulos. O primeiro apresenta o marco histórico-eclesial da caminhada da vida dos cristãos leigos e leigas. O segundo trata da compreensão da identidade e da dignidade laical como sujeito eclesial e identifica a atuação dos leigos, considerando a diversidade de carismas, serviços e ministérios na Igreja. Já o terceiro e último capítulo aborda a dimensão missionária da Igreja e indica aspectos, princípios e critérios de formação do laicato. Esta parte aponta ainda lugares específicos da ação dos leigos.

“Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade” está disponível nas Edições CNBB e já pode ser adquirido no site: www.edicoescnbb.com.br ou através do telefone (61) 2193.3019.

Com informações da CNBB

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Campanha Missionária 2016 refletirá sobre cuidado com a ecologia

A Campanha Missionária em 2016 traz como tema “Cuidar da Casa Comum é nossa missão”, em sintonia com as reflexões da Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano.  O lema “Deus viu que tudo era muito bom” (Gn 1, 31) é extraído do livro do Gênesis.  A atividade acontecerá no mês de outubro, com Coleta do Dia Mundial das Missões, no penúltimo fim de semana do mês, dias 22 e 23.

No contexto da CF 2016, a temática busca refletir sobre a preocupação com a ecologia, o sofrimento dos pobres e a exploração da Terra, a partir do compromisso com a missão de cuidar da vida no planeta. 

O cartaz da Campanha Missionária 2016 mostra a integração que existe na “Casa Comum”. A arte destaca o tronco de uma árvore no formato de uma mão enraizada na terra. A mão, por sua vez, representa cuidado e proteção, bem como, a participação humana na obra da criação. A ideia é realçada pelas cinco folhas da árvore contendo cenários de cuidado nos cinco continentes. As cores missionárias estampadas no caule das folhas recordam a dimensão universal da missão. 

Com a proposta de animar a Campanha, as Pontifícias Obras Missionárias (POM) estão preparando alguns subsídios: cartaz; novena missionária; mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões; oração missionária; DVD com testemunhos missionários; orações dos fiéis para os domingos de outubro; envelopes para a Coleta do Dia Mundial das Missões e seis versões de marcadores de páginas.

Com informações das POM.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Lembrança da Celebração Eucaristia com Dom Frei João Muniz Alves

Celebração histórica já como bispo prelado da Prelazia de Xingu no Pará!

Programação do Congresso do Setor Juventude em Bacabal (MA)

PROGRAMAÇÃO: 

 

Dia 27 de maio:

Ø  Á partir das 15:00 acolhida

Ø  17:00 – Inscrição

Ø  19:00 – Jantar

Ø  20:00 – Oração de Abertura – acolhida e abertura do Congresso com Dom Armando

Ø  20:30 – Programação e orientações gerais

 

Dia 28 de maio:  Políticas Públicas – Jovens Protagonistas

Ø  07:00 – Café

Ø  07:30 – Oração – Focolares

Ø  08:30 – 1ª colocação (VER)

Ø  09:30 – Lanche

Ø  09:45 – 2ª colocação (JULGAR)

Ø  11:30 – Apresentação – Paulo Ramos

Ø  12:00 – Almoço

Ø  14:00 – Animação – apresentação Vitorino Freire

Ø  14:30 – 3ª colocação – (AGIR)

Ø  16:00 – Lanche

Ø  16:30 – Plenária

Ø  17:30 – Banho e Jantar

Ø  19:00 – Apresentação – Brejo de Areia / Adoração Eucarística – Fraternidade O Caminho e RCC de Santa Teresinha (Abertura do tema da JMJ)  (possibilidade de sacerdotes para confessar os jovens)

Ø  22:00 – Encerramento

 

Dia 29 de maio:  JMJ 2016 - “Bem-Aventurados Os Misericordiosos, Porque Eles Alcançarão Misericórdia” (Mt 5,7)

Ø  07:00 – Café

Ø  07:30 – Oração da manhã – Pedreiras

Ø  08:00 – Colocação – JMJ – Ano da Misericórdia – Pe.Claudinho

Ø  09:00 – Lanche

Ø  09:30 – 2ª Colocação – JMJ – Ir. Ísis

Ø  10:30 – Missa de Envio – Dom Armando

Ø  12:00 – Almoço e Encerramento

OBS: TAXA POR PESSOA: R$ 20,00

LOCAL: CATEDRAL DE SANTA TEREZINHA

Com informações da Diocese de Bacabal  (MA)

Francisco: “Ouçamos o pranto das vítimas e daqueles que sofrem"

“A nenhum refugiado seja negado acolhimento”, expressou o papa Francisco na mensagem lida pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Piero Parolin, aos participantes da Conferência Humanitária Mundial promovida pelas Nações Unidas, que ocorre em Istambul.

“Que este evento seja também a ocasião para reconhecer o trabalho daqueles que servem os seus próximos e contribuem para consolar os sofrimentos das vítimas de guerras e calamidades, dos refugiados deslocados e daqueles que assistem a sociedade, especialmente com escolhas corajosas em favor da paz, do respeito, da cura e do perdão. É desta maneira que vidas humanas são salvas”, diz o papa.

Em sua mensagem, Francisco pede para que haja o acolhimento dos refugiados e de suas famílias, assim como das crianças e dos idosos. “Ninguém ama um conceito, ninguém ama uma ideia, nós amamos as pessoas. O sacrifício de si, a verdadeira doação, brota do amor para com os homens e mulheres, crianças e idosos, povos e comunidades”, escreve o papa.

Na mensagem, o pontífice lança ainda um desafio à Conferência: “Ouçamos o pranto das vítimas e daqueles que sofrem. Deixemos que nos deem uma aula de humanidade. Mudemos o nosso estilo de vida, a política, as decisões econômicas, os comportamentos e atitudes de superioridade cultural”, acrescenta.

Ao concluir, Francisco assegura a todos as suas orações e bênçãos de sabedoria, força e paz. “Aprendendo das vítimas e daqueles que sofrem, seremos capazes de construir um mundo mais humano”, finaliza.

Com informações e fotos da Radio Vaticano

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Província Franciscana convida toda a juventude para participar do II EVOFRAN

Caro jovem, se você não quer apenas viver por viver, se você quer encontrar um verdadeiro sentido para sua existência.  Venha conhecer a proposta de Francisco de Assis. Talvez você possa realizar-se como irmão ou sacerdote franciscano. Inserido nas pastorais e movimentos da  Igreja de Jesus Cristo. Faça como Francisco fez, não teve medo de construir um novo jeito de viver e servir na Igreja.

Você tem  um encontro marcado conosco no período de 27 a 29 de maio de 2016,  no CEFRAM – Centro Franciscano de animação Missionária, realiza-se o EVOFRAN - Encontro Vocacional Franciscano, promovido pelo SAV, serviço de animação vocacional,  da Província Nossa Senhora da Assunção. 

Você é nosso convidado especial.

Mais informações:

Frei Gilberto Magno da Cruz,ofm (Promotor Vocacional). Fone: (99) 3621-1558 / 9855-7112/ 3612-1420 :  E-mail: Vocaçoes@franciscanosmapi.org.br

Local do encontro (Centro Franciscano de Animação Vocacional) CEFRAM , Rua Magalhães de Almeida 988, Centro-Bacabal-MA.

Com informações da PRONOSA MA PI

Programação da Solenidade de Corpus Christi em Bacabal (MA)

Neste dia 26 de maio de 2016, a Igreja no mundo inteiro celebra da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo (Corpus Christi). Pelo Brasil a fora, várias manifestações de fé marcam essa data.

Em Bacabal, o evento religioso contará com uma programação que envolverá as três paróquias da cidade (Santa Teresinha, São Francisco das Chagas e Sant'Ana e São Joaquim).

A Missa solene será presidida pelo Bispo Diocesano de Bacabal, Dom Armando Martin e com a presença de todo o clero na Igreja Matriz da Paróquia Sant'Ana e São Joaquim, às 17:00h. Após a Missa, todo o povo de Deus reunido percorrerá as principais ruas da cidade em uma grande manifestação de fé na Eucaristia, até chegar ao Largo da Catedral Diocesana Santa Teresinha, onde acontecerá a bênção do Santíssimo Sacramento.  

De tradição antiqüíssima, esta festa, comemorada de modo solene e pública, manifesta a centralidade da Santa Eucaristia, sacramento do Corpo e Sangue de Cristo: o mistério instituído na última Ceia e comemorado todos os anos na Quinta-Feira Santa, após a solenidade da Santíssima Trindade.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Inscrições para Encontro Nacional da Pascom encerram neste mês

A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) espera receber mais de 800 participantes de todo o Brasil para o 5º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação (Pascom), de 14 a 17 de julho, em Aparecida (SP).  Os interessados devem fazer inscrição até 31 de maio.

Estarão presentes o presidente da Comissão para a Comunicação, dom Darci José Nicioli, arcebispo eleito de Diamantina (MG); e os membros, dom Devair Araújo, bispo auxiliar de São Paulo, e dom Roque Costa Souza, bispo auxiliar do Rio de Janeiro.

Com o tema “Comunicação e Liturgia”, o evento tem como objetivo aprofundar a compreensão e o serviço da comunicação no campo da Liturgia da Igreja. Durante o encontro, estão previstas quatro conferências e seis seminários temáticos, com presença de estudiosos e especialistas em Comunicação e Liturgia. 

Doutor em Liturgia pelo Pontifício Instituto Santo Anselmo, de Roma, frei José Ariovaldo abrirá o encontro, no dia 14, com a conferência “Comunicação e celebração litúrgica”. O bispo de Paranaguá (PR), dom Edmar Peron, abordará o tema “Comunicação e anúncio da Palavra”. O artista plástico Claudio Pastro, autor de trabalhos em igrejas de vários lugares do país, falará sobre “Comunicação e linguagem visual”. O doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade Vale do Rio dos Sinos (RS), Moisés Sbardelotto, apresentará a temática “As novas tecnologias e a Liturgia”.

De acordo com o assessor nacional da Comissão para a Comunicação da CNBB, padre Rafael Vieira, mais de 600 participantes, de diversas regiões do país, já estão inscritos. 

“Nesta reta final, precisamos ficar atentos a todos os detalhes. Temos procurado manter contato com todos os que vão colaborar na reflexão sem tirar os olhos da lista de inscritos procurando formatar a logística para que todos sejam bem acolhidos e possam se aprofundar no tema proposto”, explica o assessor.

Além disso, o sacerdote ressalta que o Encontro Nacional busca articular e animar a Pastoral da Comunicação na Igreja. 
“A convivência entre os participantes deve ser muito valorizada num encontro como este, que é fruto da caminhada da Pastoral da Comunicação. Além do importante lado formativo, essa ocasião em que os agentes se encontram, deve ser aproveitada para ampliar a rede de contatos. Desejamos que esse encontro seja bem proveitoso e que as pessoas procurem minimizar os problemas, queiram colaborar com o bom êxito do evento e façam uma experiência de alegria em conviver e celebrar a nossa missão de comunicadores de Jesus e do Evangelho”, pontua padre Rafael. 

Inscrições pelo hotsite: encontronacionalpascom.cnbb.org.br 


PASCOM com informações da CNBB

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Diocese planejará implantação da Cáritas nas Paróquias

A Cáritas Brasileira Diocesana de Bacabal tem como Missão: testemunhar e anunciar o Evangelho de Jesus Cristo, defendendo e promovendo a vida, participando da construção solidária de uma sociedade justa, igualitária e plural, junto com as pessoas em situação de exclusão social.
A Cáritas Diocesana em reunião com sua coordenação e com o coordenador diocesano de pastoral, vendo a atual conjuntura social, percebemos a necessidade da implantação da Cáritas Paroquial nas Paróquias de nossa diocese com a missão de atuarem na ação social da Igreja.
Por isso queremos contar com vosso apoio enquanto pároco, que enviei 03 (três) representantes sendo pelo menos 01 (um) jovem para uma formação diocesana, estes representantes serão os responsáveis pela implantação da Cáritas Paroquial em sua paróquia.
Local: Paróquia Sant’Ana e São Joaquim.
Endereço: Rua Raimundo Correia, s/n - Bairro: Ramal – Bacabal – MA.
Taxa: R$ 15,00
Desde já contamos com sua colaboração, pois ela é muito importante.   
Dom Armando Martín
Bispo Diocesano 
Pe. Ribamar Cardoso
Coordenador de Pastoral

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos reflete sobre situações migratórias

O lema bíblico “Chamados e chamadas para proclamar os altos feitos do Senhor” (1Pe2.9) inspira a Semana de Oração pela Unidade Cristã 2016. Este ano, a atividade ocorrerá, no Brasil, de 8 a 15 de maio e sugere reflexão sobre a realidade migratória no mundo. 
 
A proposta foi elaborada pelo movimento ecumênico da Letônia e adaptado para o Brasil pelo Movimento Ecumênico de Curitiba (MOVEC). 

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC) é promovida mundialmente pelo Conselho Pontifício para Unidade dos Cristãos (CPUC) e pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI). No Brasil, o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) coordena as iniciativas para a celebração da Semana em diversos estados.

Na carta, por ocasião da SOUC 2016, as igrejas cristãs recordam que o ano de 2015 foi caracterizado pelas ondas migratórias. “Também no início deste ano, vimos, na Europa, migrantes e refugiados desesperados em busca de novas condições de vida. Seus países foram destruídos por guerras e catástrofes ambientais”.

Ao final, da mensagem, as lideranças expressam proximidade com os povos refugiados. “Somos chamados e chamadas a proclamar os altos feitos do Senhor! Que essa proclamação se traduza em posturas de diálogo, acolhida e respeito para com aquelas pessoas que vêm ao nosso país em busca de novas oportunidades de vida”.

O lema bíblico “Chamados e chamadas para proclamar os altos feitos do Senhor” (1Pe2.9) inspira a Semana de Oração pela Unidade Cristã 2016. Este ano, a atividade ocorrerá, no Brasil, de 8 a 15 de maio e sugere reflexão sobre a realidade migratória no mundo. 

A proposta foi elaborada pelo movimento ecumênico da Letônia e adaptado para o Brasil pelo Movimento Ecumênico de Curitiba (MOVEC). 
A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC) é promovida mundialmente pelo Conselho Pontifício para Unidade dos Cristãos (CPUC) e pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI). No Brasil, o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) coordena as iniciativas para a celebração da Semana em diversos estados.

Na carta, por ocasião da SOUC 2016, as igrejas cristãs recordam que o ano de 2015 foi caracterizado pelas ondas migratórias. “Também no início deste ano, vimos, na Europa, migrantes e refugiados desesperados em busca de novas condições de vida. Seus países foram destruídos por guerras e catástrofes ambientais”.

Ao final, da mensagem, as lideranças expressam proximidade com os povos refugiados. “Somos chamados e chamadas a proclamar os altos feitos do Senhor! Que essa proclamação se traduza em posturas de diálogo, acolhida e respeito para com aquelas pessoas que vêm ao nosso país em busca de novas oportunidades de vida”.

Confira a íntegra da carta:

SOUC 2016: Carta das Igrejas
Queridas irmãs e irmãos das comunidades cristãs brasileiras!
“Chamados e chamadas para proclamar os altos feitos do Senhor” (1Pe2.9). Este é o lema bíblico que inspira a Semana de Oração pela Unidade Cristã 2016.
A Semana de Oração foi preparada pelas Igrejas da Letônia. Participaram diretamente do processo de elaboração do material as Igrejas: Católica Apostólica Romana, Luterana, Ortodoxa e Batista. 
O povo letão, no final do século XIX e primeira metade do século XX, foi obrigado a migrar por ocasião da ocupação russa. Parte dessa migração ocorreu por causa da perseguição religiosa. A Letônia foi submissa aos czares, que tentaram impor a religião oficial como expressão de fé. As pessoas de outras expressões religiosas, entre elas Judaísmo, Cristianismo (catolicismo e protestantismo) e o Islã, foram perseguidas.
Essa realidade mudou com o passar do tempo. Hoje, a Letônia é bem diferente. É possível o convívio entre diferentes expressões de fé. A realização e preparação da Semana de Oração pela Unidade é o exemplo concreto disso. 
Nossos irmãos e nossas irmãs da Letônia escolheram o texto do apóstolo Pedro, que lembra que nós, pessoas batizadas, somos “chamados e chamadas a proclamar os altos feitos do Senhor”. Proclamar os altos feitos de Deus significa não esquecermos a perspectiva de que através do Batismo que somos declarados filhos e filhas de Deus. O Batismo jamais deve ser banalizado. Ele é um sacramento que nos apresenta o desafio permanente de praticarmos e proclamarmos o amor gratuito de Deus pela humanidade. Uma das formas de proclamar esse amor é assumindo posturas de diálogo e de acolhida, em especial, com as pessoas que são diferentes de nós: de outras igrejas, religiões e culturas.
O ano de 2015 foi caracterizado pelas ondas migratórias. Também no início deste ano, vimos, na Europa, migrantes e refugiados desesperados em busca de novas condições de vida. Seus países foram destruídos por guerras e catástrofes ambientais. Alguns países optaram por fechar suas fronteiras para evitar a entrada de migrantes. Outros estão pensando nessa possibilidade. 
No Brasil, a situação não é tão dramática como é na Europa. Mas também aqui aumentou o número de pessoas migrantes e refugiadas. Muitas delas buscam o nosso país na esperança de encontrar amparo e resgatar a dignidade de vida. Infelizmente, no ano de 2015, alguns migrantes foram agredidos e sofreram preconceito. Atitudes racistas e preconceituosas não são coerentes com os altos feitos de Deus. Também é oportuno lembrar que é expressivo o número de grupos étnicos que, em tempos idos, vieram ao Brasil por razões de fome e guerra, aqui encontrando acolhida e amparo.
O Batismo nos conclama ao respeito pelo migrante. Mais do que tolerantes, precisamos ser respeitosos. A tolerância deveria ser uma convicção passageira. Ela deveria conduzir ao reconhecimento do direito à dignidade que é inerente a cada ser humano. 
Somos chamados e chamadas a proclamar os altos feitos do Senhor! Que essa proclamação se traduza em posturas de diálogo, acolhida e respeito para com aquelas pessoas que vêm ao nosso país em busca de novas oportunidades de vida. 
Que nossas Igrejas sejam motivadas para esse testemunho permanente de acolhida!

Na unidade de Cristo,
Dom Leonardo Ulrich Steiner
Secretário Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Pastor Dr. Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

Dom Francisco de Assis da Silva
Bispo Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Presbítero Wertson Brasil de Souza
Moderador da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil

Dom Paulo Titus
Arcebispo da Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia